Os Sais de Alumínio

24 de junho de 2012
Esta semana comecei a usar um desodorizante sem alumínio. Já há algum tempo que se realizam estudos sobre a relação dos desodorizantes com o cancro da mama, devido ao crescente número de casos de cancro na parte externa do peito, perto da axila. E permanece uma questão: a utilização de sais de alumínio pode ser prejudicial e levar ao desenvolvimento do cancro?




E quando esta questão já estava quase posta de lado, é realizado um estudo pela Universidade de Genebra, desenvolvido em células mamárias humanas in vitro, que levanta novas preocupações em relação a este componente: o estudo demonstra que a sua utilização é nociva para as células mamárias. Estas foram colocadas num ambiente com doses de sais de alumínio muito menores que as presentes nos desodorizantes clássicos e, semanas depois, os investigadores constataram efeitos nocivos sobre as células: estas continuam a multiplicar-se (o que não deveria acontecer quando colocadas em cultura), comportando-se como as células em vias de se tornarem malignas. Embora o estudo não apresente provas concretas da responsabilidade do alumínio no desenvolvimento do cancro, pelo menos já conseguiu provar que não se trata de um componente saudável e aconselhado. Pelo sim pelo não, mais vale prevenir.

Eu estou a usar o desodorizante da Vichy (9,20€), mas são várias as opções:
1. La Roche-Posay
2. Dr. Organic
3. Pure & Natural, Nivea
4. Deo Pure, Biotherm
5. Bi-O Mineral, Garnier
6. Sanex Nature Protect

Comentar
Enviar um comentário