Ser Blogger

31 de março de 2016
As bloggers estão na boca do mundo. Em pleno auge da era digital, as marcas estão já conscientes da mais valia que é associarem-se a uma ou mais bloggers com as quais se identificam, e que reciprocamente se identificam com a marca. Ao contrário do que acontece num anúncio publicitário, nos blogues as opiniões são sinceras, contextualizadas, não invasivas e pormenorizadas. A opinião é dada com base numa experiência real para que seja credível. Credibilidade que é potenciada por uma reputação construída durante anos, que faz com que os leitores acreditem e confiem naquilo que escrevemos. Mas ainda há muita gente que não percebe o nosso trabalho.


Claro que o facto de andarmos na boca do mundo faz com que o mundo tenha uma opinião sobre nós. E essa opinião varia muito. Há quem pense que escrevemos umas coisas só para ganhar produtos e entradas VIP nos eventos. Há quem se aproveite do nosso trabalho e ache que nos pode comprar. Como também há quem nos ache a última coca-cola do deserto. Faz parte. Mas a verdade é que o trabalho de uma blogger tem mais contornos do que as pessoas podem imaginar. A maioria das pessoas acha que nos sentamos 15 minutinhos ao computador a escrever uma coisa qualquer, fazemos o upload de umas fotografias para acompanhar, e já está! Pois... Mas não é bem assim.

E como qualquer pessoa que vê e ouve o seu trabalho ser comentado, sinto a necessidade de o defender. Por isso, queria deixar aqui 4 pontos bem assentes:

PRIMEIRO // Ter um blog dá trabalho.

Muito antes do "sentar em frente ao computador", vem o trabalho criativo, de pesquisa e de captação de conteúdos. O que escrever, o que fotografar. Depois, a escrita - eu demoro em média 2 horas a escrever um post de tamanho médio. Mais 2 horas a editar fotografias, ou a escolher imagens que ilustrem o texto o melhor possível, para que tudo fique conectado e esclarecedor para quem lê. Este trabalho é diário, 7 dias por semana. É um trabalho que não tem dias de folga. Quando não estamos a escrever um post, estamos a partilhar um pouco de nós nas redes sociais. E esta partilha não é feita ao acaso. Pelo contrário, é pensada e planeada. Portanto, aqueles que dizem frases como "também vou criar um blog para ter coisas à pála" não imaginam o trabalho e dedicação que são necessários para construir um blog e mantê-lo vivo.

SEGUNDO // Nós escrevemos sobre o que queremos, sempre. 

Sim, o nosso contacto com marcas é diário. Mas, frases como "mantém-te fiel a ti mesma, escreve sobre o que queres e não sobre o que as marcas te pedem", não fazem sentido. Escrevemos e vamos continuar a escrever sobre aquilo que gostamos e com que nos identificamos, independentemente da quantidade ou tipo de marcas que nos abordam. Sim, temos acesso a muitas propostas, mas como se diz por aí "não vamos a todas". Somos seletivas. Escolhemos associar-nos a marcas que combinem connosco e com o nosso blogue. Para nós, a associação a marcas permite-nos conhecer produtos e serviços novos, mas também permite enriquecer o conteúdo dos nossos blogues, tornando-os mais interessantes para o leitor. No final de contas, o nosso objetivo é que o leitor goste do que lê. 

TERCEIRO // Aquilo que nos oferecem pelo nosso trabalho é da nossa conta.

As contrapartidas que nos oferecem ou não para nos associarmos a uma marca ou para experimentarmos e escrevermos sobre um produto, só a nós nos diz respeito e justificam-se pelo facto (já referido acima) do blog dar muito trabalho. Não, não estamos "a ser compradas", descansem! Estão apenas a dar-nos uma contrapartida pelo trabalho que fazemos. Aquilo que escrevemos continua a ser sincero e verdadeiro. Também recebem ordenado no final do mês pelo vosso trabalho diário no escritório, certo? É igual.

QUARTO // Não somos todas iguais.

Não fazemos todas as mesmas escolhas, cada uma gere o seu blog da maneira que acha melhor, cada uma tem as atitudes que se adeqúam à sua personalidade, maneira de ser, educação, whatever. Em relação ao meu trabalho e ao meu blog, estou de consciência tranquila. Sou dedicada, preocupada em criar conteúdo interessante, interessada em saber o que os meus leitores gostam e não gostam. Não me deixo comprar por nenhuma marca, só me associo a marcas com as quais me identifico. Faço por manter um fio condutor e por não violar a personalidade do meu blog. Trabalho todos os dias para manter a minha reputação e credibilidade face aos meus leitores.

Sim, o meu blog já me abriu algumas portas e permitiu experienciar coisas que não conseguiria sendo anónima, mas isso só aconteceu por mérito meu.

Comentar
Enviar um comentário